Ajude o Asilo Nossa Senhora de Lourdes

ASILO EM OLINDA PEDE SOCORRO

A falta de apoio financeiro está sendo a maior dificuldade para os moradores da Associação Filantrópica Nossa Senhora de Lourdes, em Peixinhos, Olinda. Por causa disso, a assistência aos 75 idosos que vivem no asilo pode acabar nos próximos meses.

Há pouco mais de um ano, a instituição não quita suas dívidas referentes a atrasos no pagamento de contas de água, energia, taxa de Corpo de Bombeiro, funcionários e fornecedores. Tendo sempre débitos altos no seu orçamento, o abrigo poderá ter esses serviços suspensos. Também o único carro que ficava a disposição para locomover os idosos até um hospital, está parado por falta de combustível e apenas duas enfermeiras e uma médica, ficam se revezando para dá assistência aos doentes. Hoje a instituição conta com vinte funcionários. 

Fundado há 19 anos por Maria de Lourdes Oliveira, 61 anos, que antes trabalhava como auxiliar de enfermeira no Hospital Psiquiátrico Luis Inácio, que fica no centro do Recife, a inauguração contou com a ajuda de amigos e empresários da região.

“Tudo começou depois de uma promessa alcançada. Sempre tive vontade de cuidar de pessoas mais velhas”, diz.

O abrigo recebe do Governo Federal uma quantia de R$ 328 reais por mês que – segundo Cláudio Cardoso, 33, que deixou a profissão de vendedor para ajudar a sogra – só serve para comprar de lanche para os albergados.
“Sempre estamos sem remédios e também faltam fraldas geriátricas, roupas, material de higiene pessoal e de limpeza para o espaço físico, além de lençóis, toalhas e até colchões”, disse Cláudio.
 A Escola Superior de Relações Públicas (Esurp), também colabora com alimentos e roupas.
 A comida dos 80 idosos, com idade entre 65 e 104 anos, instalada em um imóvel anexo, é dada pelos colaboradores, como é o caso da proprietária de escola Janaina Santos, 27, que há um ano ajuda a instituição. “Pra mim é um prazer muito grande ajudar essas pessoas. Me sinto uma cidadã mais responsável, mas ainda é pouco”, diz.
“Mesmo com a ajuda de pessoas como Janaina e de outros, é preciso complementar as refeições diárias com alimentos ricos em proteína com peixe, ovos, carne bovina, entre outros. Esses produtos custam muito pra o dinheiro que ganhamos”, afirma Maria de Lourdes.
 A maioria dos idosos que vivem no asilo Nossa Senhora de Lourdes, não tem renda fixa, aposentadoria, nem recebem ajuda da família. Mas os que têm dinheiro complementam para pagar as contas. Segundo Lourdes, a maioria deles, não tem ninguém.
 A casa foi pintada há nove meses, mas por problemas no telhado as infiltrações causaram umidade e mofos, já que a construção do piso superior está interrompida há mais de um ano por falta de dinheiro. O muro que fica atrás da casa caiu, deixando o lugar vulnerável. “É preciso que população olhe mais pra gente, às vezes da vontade de gritar por socorro. Estamos precisando de muita ajuda”, disse.
Já para a moradora do asilo Antônia Lorenço, 64 anos, a falta do apoio das famílias é um grande motivo para a falta de recursos da instituição. “Sou aposentada, moro aqui há três anos, minha família nunca se preocupou comigo. Vim parar aqui através de uma amiga que sempre me ajudou. Meu dinheiro eles ficam com uma parte e a outra eu ajudo aqui”, argumentou.
 Segundo a fundadora da associação, a despesa mensal calcula-se em torno de R$ 17 mil, enquanto só recebem em média R$10 mil por mês. “Tem dia que não tem nem o pão do café da manhã, é o que eles mais gostam. Mas mesmo assim, é muito bom cuidar de tanta gente”, diz a funcionária Ana Cristina dos Santos, 20 anos.
 Para Maria de Lourdes, a violência, a falta de estrutura e de apoio familiar, causa a ida dos idosos para os asilos, que muitos deles reencontram sua readaptação social. Já para outros, um lugar seguro onde é possível viver. “Aqui, mesmo com tantas dificuldades, temos o maior propósito de nosso trabalho que é mostrar amor para eles. Agradeço a Deus e a todos que nos ajudam”, finaliza.

SERVIÇO:
Você pode ajudar o Asilo Nossa Senhora de Lourdes doando:
• Alimentos
• Remédios
• Roupas, toalhas, lençóis, colchões, travesseiros
• Material de limpeza
• Material de higiene pessoal
• Fraldas geriátricas
Rua José Alves de Araújo, 299, Peixinhos, Olinda (rua em frente ao Hotel Studio A)
Telefone: 3444-1696 (falar com Lourdes)

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s